[Thecnica Sistemas de Treinamento] Preparando-se para uma entrevista de emprego <small>(1/3)</small> 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco
O Site | Quem somos | Contato | Cadastre-se | Apoiadores
Equipe | Perguntas freqüentes

Home   Edições impressas   Cursos e Eventos   Todos os artigos  
Resenhas   Anuncie   Quer colaborar?  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre
Artigo (veja mais 8 artigos nesta área)

Preparando-se para uma entrevista de emprego (1/3)

Por Arq. Me. Iberê Moreira Campos equipe

Não é fácil conseguir um novo emprego. Por mais competente e especializado que você seja sempre haverá mais candidatos tão ou mais preparados, e é preciso impressionar positivamente o possível empregador para que este se anime a dar-lhe o cargo. Para conseguir um novo trabalho você certamente precisará seguir um longo caminho, procurando nos jornais e nos sites especializados, preparando e enviando seu currículo, fazendo e recebendo uma infinidade de telefonemas e e-mails. É um grande esforço. Serão centenas, talvez milhares de horas procurando uma colocação à sua altura.

Todo este esforço deságua em um momento crucial, que é a entrevista de trabalho. Ninguém vai contratar um funcionário sem falar com ele ao menos por telefone. Quanto mais importante o cargo, mais entrevistas serão feitas, podendo chegar até ao presidente da empresa, para cargos executivos de grande responsabilidade.

Portanto, não adianta ter um excelente currículo e saber colocar-se bem nas oportunidades de emprego. Você precisa se preparar para este momento decisivo. Com as dicas que apresentaremos a seguir você se sairá bem melhor do que seus concorrentes que não se prepararam.

Chegou o momento. Calma!!!

Você enviou centenas de currículos, contatou dezenas de amigos em busca de uma indicação, gastou um bom dinheiro e finalmente o momento chegou – uma entrevista!

É natural que as pessoas fiquem nervosas quando chega um momento tão importante e decisivo como este. Alguns simplesmente travam e não conseguem balbuciar palavra alguma... Na verdade, se pudessem sairiam correndo da sala ou então se enfiariam embaixo da mesa de tanta vergonha.

Assim, a primeira dica é: TENHA CALMA!!!

Certamente a pessoa que vai entrevistá-lo é um profissional acostumado a esta situação e que vai armar diversas pequenas ciladas para tentar descobrir como você se comporta. Mas não será nada muito diferente do que apresentaremos mais à frente, portanto você precisa ficar absolutamente tranqüilo e ser você mesmo. Não adianta tentar “dourar a pílula” mentindo ou tentando ser algo que você não é. Seu entrevistador vai perceber e isto contará pontos negativos para você mesmo.

O fato de ser você mesmo tem ainda uma outra vantagem. Digamos que você consiga enganar o entrevistador e seja contratado para um cargo para o qual você não tem as qualificações necessárias. O que vai acontecer? Seu desempenho será ruim e você voltará para a fila dos desempregados. Assim, confie no entrevistador e seja o mais honesto possível, para não influir no julgamento que será feito de você.

Mas lembre-se de que você deve ser um bom vendedor. Não estamos sugerindo que entre para a área de vendas, mas o fato é que numa entrevista você estará vendendo seu principal produto — a sua própria pessoa. Procure transmitir uma impressão favorável e convencer o entrevistador a contratá-lo.

E não espere uma resposta na primeira entrevista. Em geral é feita uma seleção por um subalterno, que vai filtrar os candidatos para seu superior imediato. Este poderá fazer o mesmo e o entrevistador vai sendo cada vez mais qualificado. Apenas em empresas pequenas é que pode acontecer de você ser entrevistado pelo próprio dono e este resolver imediatamente contratá-lo.

Preparando-se para a entrevista

É absolutamente necessário que você se prepare previamente para as entrevistas, ou seja, é preciso TREINAMENTO. Se você não praticar estará sujeito a cometer toda espécie de erros e será descartado mesmo que sua qualificação técnica seja excelente.

Os especialistas recomendam simular uma série de entrevistas, usando uma outra pessoa que vai fingir ser seu entrevistador. Pode ser sua mulher ou marido, seu irmão, um amigo ou até mesmo um colega de trabalho. Se for possível, grave cada simulação de entrevista para depois avaliar cuidadosamente seu desempenho.

Treine em especial sua entonação de voz. Fale em alto e bom som; nada de enfiar a cabeça nos ombros e resmungar. Fale pausadamente, olhando diretamente para seu interlocutor e com a cabeça erguida – mas não demais, pois poderia dar impressão de arrogância.

Durante a entrevista em si há, quatro aspectos que você deve conhecer e praticar muito bem. São eles: • Atitudes que agradam os entrevistadores • Perguntas mais comuns feitas pelos entrevistadores • Desenvolvimento de uma estratégia para impressionar seu entrevistador • Conhecer a empresa que possivelmente vai contratá-lo.

Vejamos em detalhes cada um destes aspectos.

Atitudes que agradam os entrevistadores

Os entrevistadores estão sempre procurando a pessoa certa para cada cargo. Afinal, o emprego deles também depende dos erros e acertos que cometem. Uma entrevista pode demorar alguns minutos ou chegar a uma hora ou mais, dependendo da importância e da complexidade do cargo. É este o tempo que o candidato tem para apresentar suas características de personalidade e de atitudes, pois sua qualificação técnica já foi presumida na seleção de currículos. Entre as características mais desejadas pelos entrevistadores podemos citar:

Energia — O candidato deve transmitir energia e disposição. Lembre-se: gente devagar não costuma vender muito bem, basta analisar os anúncios na TV.

Motivação — Todo empresário deseja ter empregados motivados e a entrevista é sua chance de mostrar que você é altamente motivado. Procure demonstrar entusiasmo para trabalhar, e principalmente para superar dificuldades.

Persistência — Esta característica pode ser mais importante do que a inteligência. O candidato que vence pelo cansaço e não desiste de uma tarefa até concluí-la é muito desejado pelas empresas.

Responsabilidade — Procure mostrar que você sempre dá conta daquilo de que foi encarregado; ou seja, que você “não foge da raia”.

Honestidade — Pode até parecer bobagem este item, pois todos temos a obrigação de ser honestos. Mas lembre-se do velho ditado – “Não basta SER honesto; é preciso PARECER honesto”. Faça isto, procure por todos os meios demonstrar sua honestidade.

Dedicação — Quanto mais alto o cargo, mais as empresas querem alguém que “vista a camisa”. Empregados assim são peça fundamental em qualquer organização.

Capacidade de análise — Apesar da propaganda feita em torno da “Inteligência emocional”, na verdade as empresas querem mesmo é um funcionário que seja calculista e que analise profundamente as alternativas antes de tomar qualquer decisão – mas sem perder muito tempo neste processo. É preciso decidir rápido e bem.

Oriente-se por objetivos — Característica importantíssima, em especial para os cargos executivos. O candidato precisa mostrar que sabe definir e procurar atingir objetivos, se possível mostrando algo que já tenha feito neste sentido.

Uma pessoa que tenha todas estas características será uma espécie de supercandidato, e é isto que os entrevistadores estão procurando. Sabendo disto, você precisa ser um bom vendedor e oferecer ao seu cliente (no caso, o entrevistador) exatamente aquilo que ele está procurando e querendo. Pense na entrevista como se você fosse um ator e chegasse seu momento de ir para o palco e fazer sua apresentação. ESTE será o SEU momento – nem antes e nem depois. Portanto, prepare-se para ele e quando a hora chegar dê tudo de si.

Veja também a segunda e a terceira partes deste artigo:
Procedimentos em uma entrevista de emprego
Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego

Publicado em 19/02/2009 às 07:51 hs, atualizado em 28/06/2016 às 17:19 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 8 ARTIGOS SOBRE :
Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?
O arquiteto na administração de obras: vamos unir o útil ao agradável!
O que fizeram ao nosso país? Será que a saída da presidente Dilma vai melhorar alguma coisa?
Táticas para pedir (e conseguir) aumento de salário
Porque o arquiteto deve fazer a administração de obras
Espanhol cresce como ferramenta de trabalho
Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego(3/3)
Procedimentos em uma entrevista de emprego (2/3)

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da arquitetura, engenharia e construção e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: contato@luzes.org
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.